O que você achou dessa matéria?
bom (4) ruim (0)
Publicado: 16/01/2019 | 469 visualizações

CIPA da UO-BA Sul relata irregularidades e assédio

O Sindipetro Bahia vem acompanhando os trabalhos da CIPA da UO-BA Sul e seus membros estão relatando diversas inconformidades na gerência do CSI, (Inteligência e Segurança Corporativa).

Entre elas, está a falta de notificação e registro no TAR (Taxas de Acidentes Registrados) dos acidentes ocorridos na segurança corporativa. De acordo com a CIPA, os gerentes do setor se negam a fornecer o relatório dos registros dos acidentes ocorridos na Bahia.  

Um exemplo disso foi o acidente fatal ocorrido na SPT- 82 em dezembro de 2017, em Mata de S. João, e que foi ocultado pela gerência.  Segundo investigação realizada pela CIPA SUL, no momento do acidente não havia segurança patrimonial na sonda, devido à troca de turma ser feita em outro local, fora da SPT- 82.

Hoje a troca de turma da segurança é feita no local da sonda. 

Outra questão grave é o  assédio moral, praticado a membros da CIPA, que segundo relatos, estão sendo chamados à sala da gerência, onde são repreendidos para que não façam solicitação e tratamento dos acidentes registráveis, ocorridos na gerencia do I.S.C. U- O-BA.

A CIPA Sul aguarda também o retorno da gerência em relação às cobranças feitas  sobre a revisão no contrato do transporte, realizado pelo compartilhado, do qual toda base de Taquipe reclama das péssimas condições do transporte, administrado pela empresa Vitória.


Fonte: Sindipetro Bahia