O que você achou dessa matéria?
bom (5) ruim (0)
Publicado: 15/12/2017 | 741 visualizações

A crise de segurança da FAFEN-BA

É certo que a Petrobrás passa por algumas dificuldades que estão longe de serem financeiras, porque já acumula um lucro líquido de R$ 5 bilhões nos primeiros nove meses desse ano, mas nada se compara à crise pela qual passa a Gerência de Segurança e Saúde (SS) da FAFEN-BA.

Sim. A sigla da gerência é SS porque a Coordenação de Meio Ambiente foi extinta com a reestruturação gerencial da UO\FAFEN-BA de 01 de dezembro de 2017.

Para garantir a integridade das pessoas e do patrimônio da Petrobrás, a Gerência de SS da FAFEN-BA possui alguns equipamentos de suma importância:

·        1 Veículo de Combate a Emergência (VCE);

·        1 Ambulância;

·        1 Viatura Alto-rápida (VAR)  

·        1 Veículo de Resgate.

Perfeitamente adequados às instalações da UO, se estivessem disponíveis.

O Veículo de Combate a Emergência (VCE) está em manutenção desde 18 de março de 2017, mais de nove meses, justamente o tempo que a Petrobrás levou para acumular um lucro líquido de R$ 5 bilhões.

A Viatura Alto-rápida (VAR) também está em manutenção, sem previsão de retorno. Restaram a ambulância e o Veículo de Resgate.

A ambulância da FAFEN tem um problema crônico de bateria, e o pior: está sem ar condicionado. Isso mesmo. A única ambulância, quando funciona, opera sem ar e não é difícil encontrá-la rebocada pelo Polo Petroquímico de Camaçari.

Em resumo: a FAFEN-BA possui quatro veículos de emergência, mas só funciona um e meio.

Informações que chegaram ao Sindipetro Bahia dão conta de que o veículo de resgate está fazendo o papel de combate. Isso significa que tanto o combate como o resgate estão prejudicados.

@s [email protected] têm a exata noção dessa crise de segurança. Sabem que no dia 26/09/2017, durante a parada de manutenção, um acidentado na NEAC foi transportado por táxi porque a ambulância estava inoperante.

No dia 29/11/2017, um operador com crise na lombar também foi socorrido para o PAME, por taxi, porque a ambulância estava indisponível.

@s [email protected] correm risco. [email protected] do administrativo, da segurança, da operação, @s [email protected]

A equipe de Segurança Industrial da FAFEN-BA é altamente qualificada, comprometida e brava, mas não há como fazer milagre sem os equipamentos básicos de emergência, ainda mais agora que a redução do efetivo mínimo prejudicou o contingente emergencial e de combate.

A equipe de brigada se vê entre a cruz e a espada: ou cumpre os procedimentos operacionais de emergência ou abandona a sua área para o combate, e sem os equipamentos de suporte o risco aumenta.

A quem interessa o sucateamento do setor de segurança?

Como a UO\FAFEN-BA poderá cumprir o Plano de Auxílio Mútuo (PAM) do COFIC, se não dispõe de equipamentos para oferecer à comunidade industrial?

Como a FAFEN-BA espera ter apoio das empresas vizinhas nestas condições?

A direção do Sindipetro Bahia cobra o restabelecimento da normalidade na Gerência de Segurança e Saúde da FAFEN-BA, porque isso afeta todos os trabalhadores do Polo Petroquímico de Camaçari, bem como as instalações e a imagem da Petrobrás.

#JuntosSomosMaisSeguros

#DenuncieaoSindipetro