O que você achou dessa matéria?
bom (2) ruim (0)
Publicado: 21/03/2018 | 522 visualizações

Sindipetro se reúne com a Bancada do PT na ALBA e pede empenho em defesa da FAFEN-BA

A diretoria do Sindipetro vem atuando em várias frentes para tentar reverter a decisão da Petrobrás de fechar a Fábrica de Fertilizantes da Bahia (FAFEN-BA). Uma delas passa pela busca do envolvimento de parlamentares que se proponham a contribuir com essa luta diante da gravidade da situação.

Nesse sentido, na tarde de terça-feira, 20/03, o sindicato se reuniu  com a bancada do PT na Assembléia Legislativa Da Bahia. A diretoria passou informações sobre a importância da empresa e da continuidade do seu funcionamento.

O sindicato destacou ainda os principais impactos negativos que esse fechamento pode causar, como a perda de 700 empregos  diretos, a extinção de outros postos de trabalho ligados à cadeia produtiva da empresa, além da perda de arrecadação do ICMS para o estado da Bahia e do ISS para o município de Camaçari.

Foi  destacado também o fato de a FAFEN ser produtora de insumos  para 16 outras fábricas do Polo Petroquimico De Camacari-Ba, a exemplo da UNIGEL, que absorve 95% da amônia produzida na FAFEN, e pode parar de funcionar.  O fechamento da empresa também ira aumentar a dependência de importação de fertilizantes nitrogenados, denunciou o coordenador do Sindipetro Bahia, Deyvid Bacelar, afirmado que essa decisão “está na contramão da realidade,  pois se a demanda de fertilizantes nitrogenados só aumenta, porque deveríamos parar nossa produção para comprar de fora do país?  Hoje já importamos cerca de 70% dos derivados, com o fechamento da FAFEN nos tornaremos ainda mais dependentes”.

Os deputados e deputadas se comprometeram a fazer pronunciamos na tribuna e ajudar o Sindipetro no processo de articulação com o governador Rui Costa, para que ele se junte ao governador de Sergipe para pressionar o governo federal  e o presidente da Petrobrás, Pedro Parente, para que a decisão seja revista.

 

Fonte – Sindipetro Bahia