O que você achou dessa matéria?
bom (0) ruim (0)
Publicado: 19/06/2018 | 1518 visualizações

Audiência Pública na ALBA trata sobre a importância de garantir a soberania do Brasil 

A audiência pública com o tema “Defesa da Soberania Nacional: contra as privatizações do governo Temer”, reuniu na manhã desta terça-feira (19), na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), representantes de diversos setores que estão sendo ameaçados pelas medidas privatistas do governo Temer, que está sucateando grandes e importantes empresas como a Petrobrás e a Eletrobras e entregando as riquezas naturais do país ao capital estrangeiro.

Organizada pela deputada estadual Maria del Carmen (PT-BA), a audiência traçou o quadro atual do setor energético e dos bancos estatais, a exemplo da Caixa Econômica Federal, apontando a urgente necessidade de reação e denúncia para barrar “a sanha entreguista do governo Temer, que está destruindo a soberania do país”.

O representante do MAB, Moisés Borges, lembrou que nesta terça-feira (19) dois projetos de lei que atacam diretamente a soberania do Brasil estão sendo colocados em votação na Câmara Federal. Um deles é o 8939 de 2017, que autoriza a Petrobras negociar ou transferir parte de seus direitos de exploração de petróleo do pré-sal na área cedida onerosamente pela União. O outro projeto diz respeito a entrega das distribuidoras da Eletrobras.

O petroleiro Radiovaldo Costa elogiou a realização da audiência e afirmou que “esse debate precisa ser feito  com intensidade diante de tudo o que está acontecendo no país em relação ao patrimônio público e em especial as empresas estatais”.

Para ele “apesar de todas as estatais estarem sendo ameaçadas, indiscutivelmente, a Petrobrás é o centro desse golpe. Em  65 anos de criada, nunca a Petrobrás foi tão atacada como agora.  A Petrobrás está sendo saqueada e a cada dia esse saque é comprovado”.
 
Fizeram parte da mesa, Allan Yukio, diretor do Sindicato dos Engenheiros da Bahia (SENGE), Maria Cristina Costa, do Sinergia, representando a CUT Bahia, Eleonora Lisboa, vice - presidente da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), Daniel Azeredo, representando a Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal (APCEF/BA), Abelardo de Oliveira Filho, Conselheiro Deliberativo eleito da Embasa e Moísés Borges, representando o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e o petroleiro, Radiovaldo Costa. 


Fonte – Sindipetro Bahia