O que você achou dessa matéria?
bom (0) ruim (0)
Publicado: 05/07/2018 | 691 visualizações

Sindipetro Bahia marca presença em evento que comemora 40 anos do Polo Industrial

Evento comemorativo dos 40 anos do Polo Petroquímico de Camaçari, na quinta-feira (05), realizado no teatro da Cidade do Saber, em Camaçari, contou com a participação de dirigentes do Sindipetro Bahia, governo do estado, parlamentares e personalidades que representam a força das diversas indústrias do entorno.                                

Na oportunidade, os diretores do Sindipetro Bahia, George Arleo, Climério Rei e Sinvaldo Costa  manifestaram a luta em favor do não fechamento da Fábrica de Fertilizantes e Nitrogenados da Bahia - FAFEN e foram apoiados pelo secretário adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico – SDE, Paulo Guimarães, representante do governo, que discursou no sentido de ressaltar a importância do Polo nestes 40 anos, assim como reafirmou a luta da classe petroleira para manter a FAFEN  operando. “Precisamos do apoio de toda a sociedade neste momento. Uma dábrica com a relevância econômica da FAFEN não pode fechar as portas”, ressaltou.

POLO INDUSTRIAL

O Polo Industrial de Camaçari foi inaugurado em 29 de junho de 1978 e, atualmente, é responsável por 20% do Produto Interno Bruto (PIB) da Bahia, gera R$ 1 bilhão por ano em ICMS, e fatura US$ 15 bilhões anualmente.

Para Elinaldo Araújo, prefeito da cidade de Camaçari, Graças ao Polo, a geração de riquezas permitiu uma melhoria da qualidade de vida dos moradores do município. “A Prefeitura tem se empenhado em aumentar o diálogo entre o setor público e o privado, facilitando a instalação de novas empresas em Camaçari e fomentando a ampliação de serviços que possam atender às demandas das famílias de trabalhadores e empresários ligados ao Polo”, ressaltou.  

Dentre as empresas que fazem parte do Polo, 35 unidades industriais químicas e petroquímicas, e 23 parceiras no Complexo Ford. As demais estão nos segmentos de metalurgia do cobre, têxtil, bebidas, celulose, pneus, fertilizantes, energia eólica, bebidas e serviços (incluindo logística). As indústrias locais são responsáveis por empregar 15 mil funcionários.

 

Fonte - Sindipetro Bahia