O que você achou dessa matéria?
bom (0) ruim (0)
Publicado: 20/11/2018 | 931 visualizações

Roda de conversa e sarau marcam Novembro Negro, promovido pelo Sindipetro Bahia

No mês da consciência negra, o setor de Políticas Específicas (gênero, etnia e juventude), do Sindipetro Bahia, promove um evento para discutir o papel e a importância dos negros e negras na construção da sociedade brasileira, assim como as diversas faces do racismo no Brasil.


O evento, que acontece na próxima sexta-feira, dia 23 de novembro, às 18h, no Clube 2004 (Av. Octávio Mangabeira, 4099 – Armação), vai ter “Roda de Conversa”, com o advogado e professor da UFBA, Mário Soares Neto, que abordará o tema “Panafricanismo e Racismo Estrutural”. A outra convidada é a Coordenadora da Pesquisa de Emprego e Desemprego - PED, da Região metropolitana de Salvador, do DIEESE, Ana Margaret, que falará sobre “O Negro no Mercado de Trabalho”.


Após o debate, vamos celebrar a diversidade e afirmar a nossa luta pela democracia, soberania e contra o racismo, através da arte e confraternização de todas as raças e gêneros, participando do “Sarau das Pretas”.


Vai ter música, poesia, degustação de comidas da culinária afro-brasileira e homenagens àqueles e àquelas que nunca tiveram medo de fazer a coisa certa e defender seus ideais.


“Vamos lembrar de Marielle Franco, Mestre Moa e de muitos outros, que foram vítimas do ódio e da  intolerância”, afirmam os diretores do setor de Políticas Especificas do Sindipetro, Christiane Petersen e Jailton Andrade, que resumem  a luta contra o racismo citando uma frase de Marthin Luther King (pastor protestante e ativista político estadunidense, que tornou-se um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e no mundo)  “Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados por sua personalidade, não pela cor de sua pele”.


Fonte – Sindipetro Bahia