O que você achou dessa matéria?
bom (1) ruim (0)
Publicado: 29/03/2019 | 1922 visualizações

Categoria petroleira reafirma luta em defesa do Sistema Petrobrás, das instituições democráticas e da soberania nacional

O 8º Congresso [email protected] [email protected] da Bahia foi aberto na noite da sexta-feira, 29/03, com a leitura e aprovação do Regimento interno que irá nortear o evento, contando  com  as presenças de representantes de diversos sindicatos, de movimentos sociais, parlamentares e centrais sindicais.


Na mesa de abertura estavam presentes  o coordenador do Sindipetro Bahia, Jairo Batista, o presidente da CUT Bahia, Cedro Silva, o coordenador geral da FUP, José Maria Rangel, a Diretora da Secretaria do Setorial Petróleo da CNQ – (Confederação Nacional do Ramo Químico), Elizabete Sacramento, o deputado estadual do PT, Rosemberg Pinto, a deputada federal do PSB, Lídice da Mata,  o deputado federal, Nelson Pelegrino. Além de Luiz de Souza Carvalho Júnior  da Coordenação do MAB na Bahia e Alexandro Reis, representando a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia,  Olivia Santana.


O cenário adverso pelo qual passa o Brasil em um governo de extrema direita, onde a todo momento as instituições democráticas são atacadas e confrontadas, foi abordado pelos presentes, que também falaram sobre a importância da luta em defesa do Sistema Petrobrás e da soberania nacional, destacando o papel fundamental da categoria petroleira, que “deve ser a protagonista desta luta”.


Ainda na noite do dia 29, o  economista e ex-presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli abordou, em palestra, o tema “O Petróleo na Bahia”, dando uma aula de história mostrando a importância e o grande interesse de diversos países – principalmente os EUA -  sobre o petróleo, desde à época de D Pedro II até os dias atuais.  

O congresso, cujo tema é “Petrobrás na Bahia: conquisat de um povo que não pode ser apagada” continua no sábado, 30/03, com a seguinte programação:

30 de março (sábado)

8h às 11h – Credenciamento

8h30 – 1º painel – “Os desafios no mundo do trabalho e a luta pela soberania” (Mediadora: Elizabete Sacramento)

•    Petilda Vazquez – Doutora em Ciências Sociais pela UNICAMP
•    Rodrigo Pimentel - economista/ pesquisador do Centro Celso Furtado/ membro do INEEP (Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo José Eduardo Dutra) 


10h -2º painel – “Petroleiros e Petroleiras: uma história de luta” (Mediador: Deyvid Bacelar)

•    Cloviomar Cararine – Economista do DIEESE/FUP
•    José Maria Rangel– Coordenador Geral da FUP  
•    Paulo César Martin – Conselheiro Deliberativo eleito da Petros  
•    Clériston Bulhões – Assessor Jurídico do Sindipetro Bahia 

12h - Almoço
13h – credenciamento suplente

14h – 3º painel – “Trabalhadores e trabalhadoras, uma história de luta e unidade na resistência” ” (Mediador: Jairo Batista)

•    Rosemberg Pinto – Deputado Estadual (PT-Ba) 
•    Leo Márcio Araújo da Silva  -  Dirigente do MPA e  Representante da Via Campesina
•    Elisângela Araújo- Diretora  da CUT nacional 
•    Juan Gonçalves – Membro do Movimento  [email protected] [email protected] por Direitos - MTD     

15h – Coffe Breack
15h30 – Discussão das teses (Mesa Diretora)
17h30 - Eleição de [email protected] para PLENAFUP e CONCUT
18h - Encerramento e retorno dos (as)  delegados (as) às suas residências


Fonte - Sindipetro Bahia