O que você achou dessa matéria?
bom (0) ruim (0)
Publicado: 16/04/2019 | 145 visualizações

3º curso sobre o benzeno é aberto com alerta sobre os perigos da exposição ao agente cancerígeno

Com uma boa participação de trabalhadores de diversas categorias foi aberto na tarde da segunda-feira, 15/04, no auditório do Sindae, o 3º curso sobre o Benzeno, ministrado pela pesquisadora da Fundacentro, Doutora Arline Sydneia Arcuri.
De acordo com a doutora Arline, o curso foi montado com base no programa aprovado no Acordo Nacional do Benzeno para capacitar os trabalhadores em relação a como lidar com as questões do benzeno no ambiente de trabalho.
A pesquisadora fez uma alerta para os perigos da exposição ao benzeno, “é um gente cancerígeno, não tem limite de tolerância e as pessoas mais sensíveis podem desenvolver uma doença grave com muito pouco tempo de exposição, então, um dos focos do curso é em relação a esses aspectos, para que os trabalhadores tomem conhecimento dos perigos”

Participaram, da mesa de abertura a auditora fiscal do trabalho, Lidiane de Araújo (SRTE-BA), Celso Joélio Amorim Teodoro, do CESAT, o coordenador do Sindipetro Bahia, Jairo Batista, o diretor do Sindae, Fernando Biron, o diretor do Sitticcan  Edilson Luis Almeida e o presidente do Sinposba, Antônio Lago.
O público alvo são os trabalhadores expostos ao Benzeno, GTBistas, Cipistas, dirigentes sindicais e profissionais de SMS.
O curso é direcionado aos trabalhadores de toda a cadeia produtiva do petróleo e siderurgia, assim como os dos postos de combustíveis, que são altamente afetados pela exposição ao agente químico cancerígeno
O evento que acontece até quarta-feira, 17/04, está sendo organizado pelo Sindipetro Bahia, juntamente com o Sindiquímica, Sinposba, Sindae, Sinditicc e Siticcan.


Abril Verde
A realização do curso sobre o benzeno faz parte da Campanha Abril Verde, que será colocada em prática por diversos sindicatos e centrais sindicais no mês de abril para chamar a atenção sobre o crescente número de mortes no ambiente de trabalho e também para conscientizar a população a respeito da importância de se investir na  qualidade de vida e ressaltar os diferentes fatores que afetam a saúde da população.
O mês de abril foi escolhido em alusão ao Dia Mundial da Saúde (7/4), e ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho (28/4). Esta última data foi instituída por iniciativa de sindicatos canadenses e escolhida em razão de uma explosão que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969. No Brasil, a Lei nº 11.121, que criou o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, foi promulgada em maio de 2005. 

Agenda

O Sindipetro Bahia está organizando uma vasta agenda de programação em alusão ao Abril Verde. Além de uma campanha nas redes sociais alertando para a importância da prevenção, da segurança e da promoção da qualidade de vida no ambiente de trabalho, serão realizados dois programas Cara a Cara, ao vivo no facebook da entidade sindical. Um, no dia 09/04, sobre os riscos da exposição ao benzeno e o outro, no dia 23/04, sobre a prevenção de  acidentes de trabalho. O Cara a Cara vai ao ar às 15h e os internautas podem tirar suas dúvidas sobre os assuntos abordados pelos especialistas. Outras atividades, a confirmar, também estão previstas.


Clique aqui e confira a programação completa.

Fonte - Sindipetro Bahia